A Caruma e o febril folk urbano


É cada vez mais natural ver as novas bandas a cantar em português. Parece ultrapassado o “trauma” da métrica, que servia de justificação para a adopção do inglês como língua musical por excelência.

A contribuir para uma realidade menos anglo-saxónica na música portuguesa estão fenómenos urbanos como os Ala dos Namorados, A Naifa, Deolinda ou Virgem Suta. Uma segunda vaga chega agora com o trabalho facilitado e o mercado aberto.

“A Caruma” são uma das novas promessas. A banda da região centro tem entre as suas fileiras Carlos Martins (Umpletrue, The Clits e Annette Blade) na voz e guitarra, Rui Costa (Silence 4 e Filarmónica Gil) no baixo, Pedro Santos (Silence 4 e Filarmónica Gil) no piano e no euphonium, José Carlos (Dapunksportif e Umpletrue) na bateria e Ana Santo na voz.

A iPlay lançará em breve um álbum homónimo com 11 temas. Entre eles encontram-se “Nossa Senhora do SIS”, “Diabetes com Chantilly” e “Estado Febril” que prometem um folk urbano entre os bairros de Lisboa e os Balcãs.

artigo publicado no Do Vinil ao Digital (Expresso) a 20.09.2010

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.