BytePR, a rede de comunicação e RP 2.0


Cláudio Bravo dirige a BytePR, agência de comunicação e marketing de Social Media. O projecto nasceu numa rede Ning sendo um hobby que, em poucos meses, criou laços sérios entre especialistas espanhóis da área. Envolveu, uniu e constituiu-se como empresa para a prestação de serviços nos media sociais. Qual o segredo para converter uma rede de nicho num projecto profissionalizante? Esta questão foi o mote da entrevista que se pode ler de em seguida.

O que é a BytePR?
A BytePR é uma rede social para profissionais de comunicação e marketing. É um sítio para partilhar experiências e manter-se a par das últimas tendências.

No tempo do domínio do Facebook ou LinkedIn, há quem ache uma loucura criar uma rede social e convocar pessoas. Como se faz essa “sedução”?
Na BytePR diferenciamo-nos oferecendo qualidade nas relações entre os membros. É uma rede fechada. Incentivamos os novos utilizadores a colocar uma foto e a participar. Como comunicadores, devemos dar o exemplo e não são permitidos os perfis anónimos. As pessoas sentem-se identificadas e confiantes na rede e isso reflecte-se na excelente qualidade dos tópicos abordados. Isto não se encontra em redes generalistas como o Facebook ou o LinkedIn.

A BytePR era um hobby mas tornou-se a tua empresa, o que é o sonho de muitas pessoas activas em Social Media. Como se consegue?
A BytePR começou como um hobby que cresceu ao ponto de se tornar um negócio. Acho que com envolvimento e paixão pelo que realmente gostamos, tudo se consegue. No meu caso, é a comunicação. A BytePR tem sido capaz de crescer graças a muitas horas de esforço, mas também porque desfruto o que faço. A chave do sucesso é oferecer um serviço útil para que se envolvam e regressem ao site.

Enquanto agência de comunicação, a BytePR trabalha só no mercado online?
Somos uma agência híbrida, os nossos consultores têm experiência de trabalho com médias tradicionais e estão capacitados para fazer relações públicas em Social Media. Também oferecemos serviços em gestão de eventos e comunicação, comunicação interna, web design corporativo, blogues, etc.

O meio online, não sendo o contexto em que as RP nasceram, tem inevitavelmente de ser abordado por estas. Existem RP para a internet 2.0?
Claro que existem relações públicas 2.0. Efectuam-se na gestão das relações entre empresas e seus públicos, na construção de comunidades em torno de produtos e serviços. As relações públicas online focam-se no consumidor de bens e serviços e não jornalistas, objecto das tradicionais RP.

As agências de RP espanholas estão preparadas para a cada vez maior digitalização das relações de comunicação?
Gradualmente, as agências espanholas estão a criar divisões de comunicação online. Estão a cumprir uma necessidade do mercado, mas penso que estão a dar um ou dois passos atrás. Ao abrir áreas específicas de comunicação online, oferecem serviços adicionais na sua oferta (e com as taxas em separado). Agências como a nossa, integram RP 2.0 num serviço abrangente que inclui também os meios de comunicação tradicionais. Acreditamos que as agências do futuro têm de ser capazes de fornecer visibilidade online e offline, para que as suas estratégias sejam globais.

As RP 2.0 são gerais em Espanha? Que áreas e empresas poderiam beneficiar com estas?
Há muitas empresas deviam começar a usar ferramentas de Social Media, inclusive as instituições públicas. Ainda há muito a fazer. É raro ver um serviço público a responder às preocupações dos cidadãos através do online. Por exemplo, gostaria de ser esclarecido de certas dúvidas de finanças através do Twitter. Quem sabe através de um grupo Facebook, com perguntas frequentes colocadas por cidadãos que teriam a sua pela acção de funcionários públicos ou por pessoas que já tenham realizado certo procedimento.

Quais as metas da BytePR para 2010?
Queremos materializar a nossa presença online nas principais cidades espanholas, passar a organizar eventos mensais em torno da rede e oferecer uma formação sobre questões de comunicação para as pessoas que se iniciam no sector.

Esperamos consolidar-nos como uma agência de comunicação 2,0. de especialistas em Relações Públicas e marketing em social media do mercado espanhol.

Entrevista publicada no Diário2 a 18.02.2010

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.