Eu gosto é do (fim do) Verão


Não vale a pena ignorar, caminhamos a passos largos para o fim do Verão. O “pedaço” mais triste da estação quente tem músicas que fazem parte do nosso imaginário colectivo.

Antonio Vivaldi imprimiu um ritmo de “tempestade” ao andamento presto que finaliza o concerto “Verão” nas suas “Quatro Estações”.

Para Elis Regina e Tom Jobim, o fim do Verão é em Março. Para nós, as “Águas de Março” são o prenúncio de uma Primavera de “águas mil”.

Em “Maggie May” de Rod Stewart temos, mais do que um fim de estação, um início de escola. Sim, o escocês já foi jovem e já nesse tempo preferia as loiras.

Setembro é um mês que o vocalista de Green Day não esquece. Em “Wake Me Up When September Ends” gravou a memória da perda do pai.

“Summer’s End”, a despedida de Verão dos Amorphis, surge num contexto figurado de melancolia folk. Tal como em outros trabalhos, o álbum “Tuonela” recolhe inspiração no livro mitológico finlandês “Kalevala”.

Que música associa ao fim do Verão?

Artigo publicado no Do Vinil ao Digital a 10.09.2009

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.