Google Wave, um Twitter com turbo


Enquanto a Yahoo e Microsoft se unem, a Google acena-lhes.

No próximo dia 30 de Setembro, dentro de dois meses, o Google Wave será disponibilizado para 100 mil interessados. Actualmente, alguns milhares já o testam, mas há problemas de rapidez e estabilidade a solucionar.

O Google Wave é uma ferramenta de comunicação que, segundo os seus programadores, fará esquecer o email e revolucionará a forma como lidamos com a informação na Web. Há 10 anos o Instant Messenger iniciava um novo paradigma da comunicação, cenário que a Google pretende que o Wave faça.

Com a aceitação do Twitter, o Google entendeu que o mundo está preparado para uma ferramenta de partilha em tempo real que envolva formatos texto, imagem e vídeo. Pelo que já vi, o Google Wave parece-me um “Twitter com turbo”. A um ritmo infernal, permite uma organização e criação de conteúdos superior ao sistema do “passarinho”.

A comunicação em tempo real será a base deste novo produto Google. Os utilizadores podem conversar, editar, cooperar em múltiplos formatos armazenar o resultado. Há quem o descreva como um agregador de email, chat, wiki, blog, feeds, blogues, etc.

O sistema desenvolvido pelos criadores do Google Maps não é, para já, intuitivo. Assim como usar o Twitter foi, no início, um quebra-cabeças, o Google Wave tem uma organização que vai pedir doses de adaptação e compreensão.

É uma plataforma construída em código aberto o que permite a inclusão de aplicações por terceiros. Quem quiser experimentar, inscreva-se aqui.

Palavras para quê, vejamos um resumo da apresentação do Google Wave.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.