Empresas recrutam na Web 2.0 1


Os estudos de recursos humanos dizem que as empresas se distinguem pela qualidade dos seus quadros. Como um profissional que faz a diferença é difícil de encontrar (e de manter), as empresas recorrem agora a blogues e redes sociais.

Porquê? Porque na Web 2.0 as pessoas mostram denotam o seu saber e apetências. Além disso, as redes sociais profissionais como o LinkedIn ou Plaxo são autênticos curriculums vitae vivos onde, inclusive, as pessoas são recomendadas por colegas de profissão.

Dois exemplos recentes, a IKEA recruta no LinkedIn e no The Star Tracker em Portugal e a AirAsia contrata pilotos por blog.


Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.

One thought on “Empresas recrutam na Web 2.0

  • San

    Uma distância de um click, as empresas de RHs conseguem base de dados de milhares de pessoas.
    As redes sociais hoje em dia, é a fonte essencial para as empresas de caça talentos. Não é por acaso, o TheStartracker é uma rede só para os “talentos”.